banner_white05

Bicicletário da Praça Araribóia será inaugurado dia 27 de março

20/03/2017

 

Untitled 1

Foto: Divulgação / Leonardo Simplício

 

Espaço terá capacidade para receber 416 bicicletas

 

O analista de sistemas Anderson Ramos, 46 anos, não vai mais precisar fazer a travessia para o Rio de Janeiro levando sua bicicleta nas barcas. A partir do dia 27 de março, quando será inaugurado o bicicletário da Praça Arariboia, os usuários poderão deixar a bicicleta no local gratuitamente e com segurança.



A construção do estacionamento de bicicletas está inserida no conjunto de iniciativas do programa Niterói de Bicicleta, que tem como finalidade encontrar espaços para a bicicleta no cotidiano da cidade. A construção do espaço pode ser considerada um marco no projeto de incentivo ao transporte cicloviário em Niterói.

O bicicletário é  o primeiro do município com essas dimensões – 416 vagas, ocupando uma área de 478,6 metros quadrados. O espaço irá atender usuários das barcas, do Terminal Rodoviário João Goulart e pessoas que trabalham ou visitam o centro da cidade.

Além da área para as bicicletas, o local terá segurança 24 horas, recepção, bebedouro, área de descanso, espaço para manutenção básica e bombas de ar. Para usar o estacionamento, será necessário fazer um cadastro com foto do ciclista e da bicicleta. O investimento na obra foi de R$ 852.598,79.

Anderson Ramos usa a bicicleta em Niterói como seu principal meio de locomoção desde 2001. Todos os dias ele sai do bairro de São Lourenço e em 20 minutos está na estação parta pegar a barca para chegar ao trabalho, no centro do Rio de Janeiro.

“Com certeza irei utilizar o bicicletário. Já tive duas bicicletas furtadas próximo às barcas. Acredito que com um local seguro para deixar a bike outros ciclistas irão se animar a estacionar no bicicletário. Acho que também vai incentivar o aumento de ciclistas na cidade. Estou muito satisfeito com a iniciativa e espero que outros bairros de Niterói recebam grandes bicicletários como esse da Praça Arariboia”, afirmou.

O secretário-executivo da Prefeitura de Niterói, Axel Grael, explica que o programa Niterói de Bicicleta tem duas vertentes importantes: a implantação de ciclovias e ciclofaixas, e dar aos ciclistas opções de locais para estacionar as bikes.

“O bicicletário da Praça Arariboia será um grande estímulo para as pessoas usarem bicicleta. É bastante estratégico não só para quem faz a travessia da Baía de Guanabara de barcas, mas também para quem vem trabalhar no centro de Niterói. Além do Centro, temos a previsão de implantação de outros três grandes bicicletários na TransOceânica: no terminal do Engenho do Mato, próximo ao shopping Multicenter, e em Charitas”, disse Grael.

Cidade hoje tem 700 vagas em bicicletários ou paraciclos

Niterói hoje conta com cerca de 36 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. Possuem esta infraestrutura vias nas quais foi identificada demanda de uso da bicicleta como transporte e lazer, contemplando eixos como os das avenidas Benjamin Constant, Roberto Silveira, Amaral Peixoto, Caetano Monteiro, entre outras. Na Região Oceânica, foi implantada a ciclofaixa no trecho da Francisco da Cruz Nunes, que faz a ligação da futura estação final do BHS à Praia de Itaipu.

As próximas ciclovias que serão implantadas são a de 350 metros na Avenida Marquês do Paraná, e 60 quilômetros na Região Oceânica, já incluindo a ciclofaixa do túnel Charitas-Cafubá, que serão implantados pelo programa Região Oceânica Sustentável (Pró-Sustentável).

Na Avenida Marquês do Paraná, a ciclovia será implantada pela construtora do shopping que será instalado na avenida, como contrapartida dada à prefeitura.

No final do ano passado foi concluída a instalação dos 350 bicicletários adquiridos em licitação pública. O último lote desta compra foi instalado em diversos bairros como Ilha da Conceição e Barreto, Icaraí e Jurujuba, totalizando 700 vagas para estacionamento de bicicletas em todas as regiões da cidade.
No final do ano passado foi concluída a instalação dos 350 bicicletários adquiridos em licitação pública. O último lote desta compra foi instalado em diversos bairros como Ilha da Conceição e Barreto, Icaraí e Jurujuba, totalizando 700 vagas para estacionamento de bicicletas em todas as regiões da cidade.

Número de ciclistas em Icaraí cresceu 67% em 1 ano 

Um estudo realizado em dezembro do ano passado constatou que o número de niteroienses usando bicicletas como meio de transporte cresceu 67% na Avenida Roberto Silveira, em Icaraí, na Zona Sul da cidade, e 48% na Avenida Amaral Peixoto, no Centro. O investimento da Prefeitura de Niterói em infraestrutura cicloviária através da instalação de vagas para bicicleta e a criação da ciclofaixa da Rua Miguel Couto, que conecta Santa Rosa a Icaraí, são fatores que incentivaram o uso da bicicleta como meio de locomoção para curtas e médias distâncias, e para atividades de lazer, segundo a coordenadora do Programa Niterói de Bicicleta, Isabela Ledo.

“O monitoramento que temos realizado anualmente, através da contagem automática de ciclistas nas duas principais ciclovias da cidade, é muito importante para o fortalecimento da política cicloviária de Niterói. Os números que coletamos são argumentos inquestionáveis para continuarmos investindo na construção de infraestrutura cicloviária”, disse Isabela, destacando que além do bicicletário da Praça Arariboia, no Centro, que está em construção, as estações do BHS (bus of high level service, ou ônibus com alto nível de serviço, em tradução livre) da TransOceânica também oferecerão o serviço.

 

Fonte: O Fluminense