banner_white05

Parcerias trazem novos bicicletários para as ruas de Niterói

15/03/2017

 

2

Foto: A Tribuna

 

Os ciclistas que circulam pelas ruas e avenidas de Niterói têm tido motivos para comemorar. Além dos cerca de 35 quilômetros de malha cicloviária, pequenas iniciativas de empresas facilitam a vida de quem precisa se locomover sobre duas rodas. Além dos bicicletários instalados por toda a cidade pelo poder público, dois em especial chamam bastante a atenção.

 

Com uma estrutura grande, diferente dos convencionais, com vaga para cerca de 20 bicicletas, o bicicletário da Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres, em frente à praça Getúlio Vargas, em Icaraí, foi instalado há pouco mais de duas semanas por uma empresa de telefonia celular, que precisava ocupar e proteger a sua subestação, que se interliga a uma antena da empresa a cerca de 500 metros do bicicletário.

Com isso, impediu que carros estacionassem em cima dos equipamentos, incluindo um elevador hidráulico e conseguiu criar novas vagas de bicicletas, o que agradou e muito os ciclistas que passam pelo local.

 

“Eu gostei muito deste bicicletário, venho da Rua Noronha Torrezão de bicicleta aos finais de semana e paro aqui com segurança e vou dar um mergulho na Praia de Icaraí, sensacional”, comemora Marwin Pires, de 19 anos.

 

Mais adiante, no bairro de santa Rosa, uma grande rede de academia instalou, com autorização da prefeitura, um grande bicicletário que foi idealizado para ajudar na mobilidade dos cerca de 900 alunos e de quem estiver passando pela região, não se restringindo apenas aos alunos da instituição.

 

“Estamos felizes com esse bicicletário. Atendemos a todos com essas vagas, é a nossa contribuição para a mobilidade urbana”, contou a gerente da academia, Tatiana Silva.

 

Em fevereiro foi concluída a instalação dos 350 bicicletários adquiridos em licitação pública, pela Prefeitura de Niterói. O último lote desta compra foi instalado na Ilha da Conceição e Barreto, Icaraí e Jurujuba, totalizando 700 vagas para estacionamento de bicicletas em todas as regiões da cidade.

 

E os números positivos continuam, de acordo com nota da prefeitura está em reta final de construção o bicicletário Araribóia, que terá área total de 478m² e capacidade para 416 bicicletas.

 

Toda essa preocupação com a logística de quem percorre a cidade de bicicleta é confirmada pelo programa Niterói de Bicicleta estima que o número de ciclistas cresceu até 67% em ciclovias da cidade.Levantamento realizado no início de janeiro revelou ainda que a maior parte das bicicletas é utilizada como meio de transporte para o trabalho. Os dados apontam que, pela manhã, o pico no número de ciclistas é em direção às barcas, e, no final do dia, ocorre o contrário: o fluxo aumenta no sentido oposto. Isso foi observado tanto no Centro como em Icaraí.

 

Fonte: A Tribuna