O PROGRAMA

Niterói, assim como várias cidades de médio e grande porte ao redor do mundo, tem investido nos últimos anos em políticas sustentáveis e inteligentes para reduzir o congestionamento de seu centro urbano. Além da reestruturação e modernização do seu sistema de transportes públicos, a política de incentivo ao uso da bicicleta como alimentadora deste sistema, como efetivo meio de locomoção para curtas e médias distâncias, e para atividades de lazer, tem norteado os projetos de mobilidade elaborados atualmente pelo poder público local.

Criado em 2013 como Programa Niterói de Bicicleta, a Coordenadoria Niterói de Bicicleta é um dos 32 projetos estruturadores definidos no plano estratégico municipal Niterói que Queremos. Pensado como uma resposta aos desafios relacionados à mobilidade, ao meio ambiente e, de uma maneira mais ampla à qualidade do espaço urbano de Niterói, o Programa tem como principal objetivo estimular a cultura cicloviária na cidade. Sendo uma das iniciativas pertencentes à então Vice-Prefeitura de Axel Grael ao longo do primeiro mandato de Rodrigo Neves, o Niterói de Bicicleta vem acompanhando seu idealizador, já tendo integrado a Secretaria Executiva e a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão.

Desde a criação do Programa Niterói de Bicicleta o uso das bicicletas nos deslocamentos diários da população cresceu expressivamente. Na Av. Amaral Peixoto, por exemplo, o número diário de ciclistas quadruplicou entre os anos de 2015 e 2019. Hoje as magrelas são parte indissociável do cenário urbano da cidade. Niterói se tornou uma cidade que pedala e que demanda cada vez mais ações do poder público para garantir os direitos de circulação segura deste meio de transporte. São pautas que beneficiam a todos, ciclistas ou não, à medida que promovem conquistas desejáveis como a melhora da qualidade do ar, a redução de congestionamento e um espaço urbano mais seguro e amigável. A bicicleta é também uma ferramenta de inclusão socioespacial por se tratar de um transporte barato e que amplia as condições de acesso à cidade.

A criação da Coordenadoria Niterói de Bicicleta em fevereiro de 2021 através do decreto 13.899, é uma resposta a essa mudança de paradigma que está em curso. Será criada para consolidar e fortalecer os esforços por uma Niterói mais ciclável, operacionalizando os compromissos assumidos no plano de governo de Axel Grael quanto ao tema bicicleta. Já a partir deste ano enfrentará desafios importantes como o reforço nas campanhas educativas, a implantação de novas ciclovias e ciclofaixas e a licitação do sistema de bicicletas compartilhadas na cidade, entre outros.

O novo órgão estará alocado na Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade e  a ela caberá o planejamento, monitoramento e acompanhamento da execução das ações de promoção da mobilidade por bicicleta no município de Niterói. Possuirá com setores específicos para a infraestrutura cicloviária; educação e comunicação; além da gerência do Bicicletário Arariboia junto à estação das barcas. Outra importante meta da nova coordenadoria será o fortalecimento dos canais de comunicação com a Sociedade Civil, para facilitar o encaminhamento de demandas de manutenção e implantação de projetos, por exemplo, bem como a promoção do diálogo e a colaboração em conjunto com a sociedade civil organizada.

 

 ESTRUTURA DA COORDENADORIA

A Coordenadoria Niterói de Bicicleta estruturase a partir de dois principais pilares, ambos igualmente importantes e essenciais no desenvolvimento de um projeto integral de estímulo ao uso da bicicleta na cidade.

Pilar 1: Infraestrutura Cicloviária

Este pilar abrange todas as ações relacionadas ao planejamento de infraestrutura física adequada para que ciclistas possam se locomover e estacionar suas bicicletas com segurança e conforto. Esta infraestrutura deve atender às vocações, necessidades e limitações de cada região da cidade e às normas e padrões de construção e sinalização definidas no Manual de Infraestrutura Cicloviária de Niterói.

Pilar 2: Cultura e Educação Cicloviárias

Este pilar abrange todas as ações que buscam influenciar a cultura e o comportamento da população e visitantes de Niterói, no sentido de promover a bicicleta como meio de transporte para pequenas e médias distâncias, e para atividades de lazer. Além da organização de eventos focados na mobilidade por bicicleta, outras atividades realizadas pelo Programa Niterói de Bicicleta incluem ações de estímulo e de conscientização sobre o uso seguro da bicicleta. Disseminar informações sobre as principais regras para uma convivência harmônica no trânsito, entre motoristas, ciclistas e pedestres, também faz parte do escopo do Programa.

 GESTÃO  DA COORDENADORIA

A Coordenadoria Niterói de Bicicleta é uma iniciativa alocada na Secretaria Municipal de Urnamismo e Mobilidade (SMU) da Prefeitura Municipal de Niterói. Seguindo diretrizes de gestão integrada e participativa, as ações e projetos da Coordenadoria são desenvolvidos em parceria com diversos órgãos públicos, com a iniciativa privada, e com grupos organizados da sociedade civil. Nesse contexto, o principal papel da Coordenadoria Niterói de Bicicleta é mobilizar e reunir os diferentes atores que influenciam o planejamento e a implantação destas ações e projetos, e garantir que todas as demandas da população da cidade relacionadas ao tema da mobilidade por bicicleta sejam incorporadas aos mesmos.