PROJETOS

As ações de incentivo à mobilidade por bicicleta têm como referência as diretrizes definidas no Plano Estratégico Niterói que Queremos, plano este construído com intensa participação da população de Niterói. Com base neste planejamento trabalhamos em cinco linhas de ação:

  • Ampliar e requalificar a malha cicloviária de Niterói 
  • Gerir o Bicicletário Araribóia e instalar novos bicicletários
  • Implantar novos paraciclos
  • Implantar um Sistema de Bicicletas Compartilhadas 
  • Realizar campanhas educativas sobre uso da bicicleta

INFRAESTRUTURA CICLOVIÁRIA

Processo de Planejamento

Seguindo a metodologia elaborada pela associação Transporte Ativo, o Plano Cicloviário Participativo de Niterói foi desenvolvido através de um intenso processo colaborativo, com oficinas em diversas regiões da cidade.

Nestas oficinas, foram sobrepostas as principais rotas utilizadas e desejadas pelos ciclistas, e indicados os pontos de demanda por infraestrutura complementar tais como bicicletários e paraciclos.

O Projeto Básico Cicloviário de Niterói foi desenvolvido entre 2014 e 2015 com o objetivo de revisar e detalhar a malha cicloviária proposta no Plano Cicloviário Participativo. Como base para este detalhamento, e para projetos futuros relacionamos à mobilidade por bicicleta, desenvolveu‐se o Manual para elaboração de infraestrutura cicloviária em Niterói, documento que define critérios técnicos para o planejamento e a execução da malha cicloviária da cidade. Nesta etapa, a sociedade civil teve também papel importante na tomada de decisões, legitimando assim o projeto proposto.

Visando consolidar os projetos de infraestrutura cicloviária elaborados pelo Programa Niterói de Bicicleta, o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Niterói e a revisão do Plano Diretor do município incorporaram estes projetos nas suas diretrizes báscias.

 

Bicicletários e Paraciclos

Além de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas, outros elementos dão suporte ao transporte por bicicleta em Niterói, tais como bicicletários instalados em locais estratégicos da cidade, seja ao longo desta infraestrutura, em pontos intermodais de transporte ou em espaços públicos com grande atração de visitantes. Atualmente, a política municipal de estacionamento de bicicletas compreende diversas iniciativas que, em conjunto, buscam estimular ainda mais o uso da bicicleta na cidade. São elas:

  • Instalação de 2200 novos bicicletários (4400 vagas no total), distribuídos entre as diversas regiões da cidade;
  • Implantação do Bicicletário Araribóia, coberto e com segurança 24h no principal ponto intermodal de transporte, próximo à Estação das Barcas Araribóia; Subsequente ampliação deste bicicletário e implementação de novas unidades ao longo do trajeto dos ônibus da Transoceânica;
  • Incentivo à colocação de bicicletários pela iniciativa privada através da simplificação das normas de instalação deste equipamento e do processo de requerimento de autorização junto à Prefeitura;
  • Exigência pelo poder público local de instalação de bicicletários em shopping centers, hipermercados e universidades, e em novos empreendimentos residenciais e comerciais localizados em áreas sob vigência de novos planos urbanísticos (OUC e PUR Pendotiba);
  • Previsão de instalação de bicicletários e paraciclos nos principais pontos de intermodalidade de transportes em todos os grandes projetos urbanos planejados para a cidade.

 

EDUCAÇÃO CICLOVIÁRIA

Desde sua criação, o Programa Niterói de Bicicleta organiza e apoia diversos projetos; campanhas e ações que buscam despertar o interesse da população de Niterói para o tema cicloviário. Para além da reflexão sobre benefícios que a bicicleta traz para a mobilidade na cidade, estas iniciativas buscam explorar outros tópicos onde a bicicleta é também uma importante ferramenta para a melhoria da qualidade de vida dos habitantes de Niterói, tais como: meio ambiente, saúde, economia, etc.



Projetos do Programa Niterói de Bicicleta

[cartazes apresentados no Dia Nacional de Ciclistas | agosto de 2019]